Micropigmentação em pele oleosa

by - fevereiro 10, 2018


Muitos profissionais quando recebem pacientes com este tipo de pele, tendem a não executar o trabalho com a errônea informação de que não pode ser feito, ou de que irá expandir, ou que é um tipo de pele que não permite esta técnica por inúmeros fatores, outros executam a técnica sem ao menos ter o conhecimento mínimo dos cuidados e de como deve ser o processo neste tipo de pele.

A pele oleosa é aquela que possui um aspecto mais brilhante , úmida e mais grossa do que as normais, e isso se deve a produção de sebo/óleo em maior quantidade. É um tipo de pele que além do fator genético (herança parental) tem fatores individuais de cada paciente que acabam por contribuir para que se agrave o caso, como exemplo  as alterações hormonais,  o excesso de alimentos com um alto teor de lipídios (gorduras), pouco consumo de água (menos de 2 litros dia) e por ser extremamente seborreica é um tipo de pele que apresenta poros dilatados com mais facilidade, muita lubrificação e este é um fator que age diretamente na fixação do pigmento em processos tanto de micropigmentação por dermógrafo quanto por tebori.

Porém ao longo dos anos foram sendo observadas e ajustadas técnicas que proporcionam uma melhor fixação e definição dos fios neste tipo de pele, ou seja,é um procedimento difícil mas não impossível.

Ao se deparar com pacientes com pele deste tipo, vale a pena observar algumas dicas básicas a serem aplicadas nestes casos:


1 - É de suma importância que sua paciente esteja ciente de que é uma pele difícil de ser trabalhada porém que o resultado será satisfatório desde todos os cuidados pós procedimento sejam aplicados.

2 -É de extrema importância informar também a sua paciente que este tipo de pele se renova de forma mais acelerada, e portanto a durabilidade será inferior a das peles normais/secas (que são as peles com maior índice de durabilidade e fixação dos pigmentos).

3 - Prefira pigmentos orgânicos, pois eles agem de forma mais segura na pele, fixando melhor durante a cicatrização.

4 - É imprescindível uma assepsia melhor da pele durante o procedimento, utilize álcool 70% para a limpeza da região, antes do processo de anestesia tópica, e início do trabalho e durante o procedimento utilize solução fisiológica para a limpeza, isso irá ajudar a controlar esta oleosidade durante o, procure diminuir o peso das mãos ao traçar a pele, isso irá ajudar para a ocorrer a expansão do pigmento.

5- Opte por fios mais curtos e mais espaçados, que irão garantir uma melhor fixação sem expansão.

6 - É um tipo de pele que exige um acompanhamento maior durante a cicatrização pois podem ocorrer pontos de clareamento excessivos, ou seja, por volta do 15º ela pode desaparecer e ao longo do período de cicatrização ir ressurgindo.

7 - Informe a cliente que o período de cicatrização é de até 45 dias, período este necessário para a completa regeneração celular e assim um retoque mais seguro.

8 - Após o período de cicatrização (45 dias) faz-se necessário o 1 retoque para correção das possíveis falhas e assim deixar o aspecto de fios novamente, informe ainda que é um tipo de pele que pode necessitar de mais de 1 retoque.

Seguindo estes passos é muito provável que já na primeira seção você terá uma sobrancelha linda, bem desenhada e fixada conforme deve ser, e assim deixar sua paciente ainda mais feliz.

Agende seu horário e venha falar comigo para deixarmos suas sobrancelhas ainda mais lindas
 
 
Studio Leandro Coiffeur (11)4047-1948
www.leandrocoiffeur.com.br
 
Societá Hair Praça da Moça (11)4057-9191
www.societahair.com.br


You May Also Like

0 comentários