Novidades
recent

Engajamento no Instagram? Comprar Seguidores? Comentários Fakes?


Ola pessoal tudo bem com vocês? Uma das perguntas que eu sempre recebo, ou ouço diretamente das pessoas é como aumentar o engajamento do Instagram, e o número de seguidores, para se tornar um "famosinho" da Rede Social, porém  que muita gente esquece é que é preciso se dedicar, é preciso criar conteúdo de qualidade e acima de tudo é preciso interação.

Não é mentira alguma dizer que já vi o número de seguidores do meu perfil diminuir drásticamente e se tornar muito difícil te-los de volta, no meu caso em específico, confesso, ter um pouco de "preguiça" (levando em consideração toda minha rotina, alias deixa eu explicar, gente eu NÃO VIVO DO MEU INSTAGRAM NEM DO MEU BLOG OK, faço pq eu gosto realmente, mas sou formado e tenho dois empregos - estilo Julius o pai do Chris).

Mas voltando a falar do Instagram, é muito comum empresas venderem atualmente seguidores, sejam eles reais, internacionais, nacionais ou ficticios apenas para "aumentar" o número de pessoas que te seguem, mas e a interação? E aquilo que faz seu perfil ser realmente visto? Infelizmente ainda vivemos num mundo de  "oportunismos", me responda quem aqui nunca viu um perfil com míseras 10 fotos e 1 milhão de seguidores? existem muitos por ai, ou exemplo aquelas fotos super curtidas e comentadas mas ai você vai ler e os comentários são completamente sem nexo, ou fora do contexto da foto, ou melhor ainda, composto de palavras com 3 letras, ou emojis apenas? Então isso mostra o quão vulnerável a rede social ainda é, na realidade ela existe e está ali para que você realmente mostra o que você faz, o que você gosta e tudo o que você julgar digno de ser mostrado nela.

Sim virou instrumento de trabalho de muitos ÓTIMOS profissionais, e de grandes Influenciadores Digitais, PORÉM , ao mesmo tempo virou uma palhaçada só.

Um exemplo é o artigo que o Site Hypeness fez mostrando que é possível sim criar uma Digital Influencer FAKE e o pior de tudo é conseguir que as empresas trabalhem com ela, confira o artigo e tirem suas próprias conclusões.

Experimento mostra como é fácil se fazer passar por uma estrela no Instagram e ganhar dinheiro com isso

por: Mari Dutra


A profissão do momento parece ser a de “influenciador digital” e muitas marcas já estão tentando aprender como trabalhar em conjunto com estes novos profissionais. Porém, um experimento realizado pela agência Mediakix mostra como é fácil fingir ser uma estrela do Instagram – e ainda ganhar dinheiro com isso.

Para compor a experiência, a agência criou duas contas falsas na rede social. A primeira delas era a conta de Alexa Rae (ou @calibeachgirl310), uma jovem moradora de Santa Mônica com foco em moda e estilo de vida. A outra conta pertencia a Amanda Smith (@wanderingggirl), uma influenciadora com foco em viagens e fotografia.


Para a primeira conta, foi contratada uma modelo local para um ensaio fotográfico de um dia, em que foram produzidas diversas fotografias que seriam compartilhadas ao longo do tempo na rede social. A outra conta utilizou apenas fotos de bancos de imagens e era usada para compartilhar principalmente fotografias de cenários incríveis.

O segundo passo da experiência foi comprar seguidores. Por um preço que variava entre US$ 3 e US$ 8, eram comprados cerca de mil seguidores ao dia. Ao longo de dois meses, as contas arrecadaram 50 mil e 30 mil seguidores, respectivamente. A próxima etapa da farsa foi comprar engajamento, pagando cerca de US$ 0,12 por comentário e entre US$ 4 e US$ 9 por cada mil curtidas nas fotografias publicadas.


Com as falsas influenciadoras perfeitas, os criadores da experiência inscreveram as duas contas em plataformas de influenciadores digitais e conquistaram quatro anunciantes pagos, dois para cada uma das contas. Os anunciantes ofereceram US$ 130 no total para a conta @wanderingggirl e US$ 400 para a @calibeachgirl310. A experiência completa pode ser vista aqui.

O propósito do experimento não era apenas mostrar o quão simples pode ser forjar a influência na web, mas também alertar anunciantes sobre como proceder na hora de contratar influenciadores e sobre a importância de analisar de antemão o real impacto de cada conta contratada. “Enquanto é verdade que sites e softwares podem detectar contas falsas, o fato de que nós conseguimos enganar plataformas e marcas mostra que as ferramentas disponíveis não estão fazendo um bom trabalho para prevenir esta forma de fraude“, conclui a empresa.


 



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.