Novidades
recent

Padrão é coisa do passado segundo a geração "Z"


O caminho parece ser o progresso. Nos últimos anos, até que vimos o crescimento do respeito e da tolerância com os gays. Mas essa tendência pode (e deve) crescer absurdamente nos próximos anos. 
Que bom! É porque uma pesquisa feita nos Estados Unidos revelou: menos de 50% dos jovens se identificam como heterossexuais.
A pesquisa foi feita pela agência J. Walter Thompson Innovation e o público alvo foi a chamada Geração Z, que engloba jovens entre os 13 e 20 anos. A principal questão estava ligada à orientação sexual e surpreendeu. 48% dos adolescentes consultados se disseram 100% heterossexuais. O número da geração anterior, os chamados millenials, era de 65%.
jaden1_1Publicado pela Vice americana, o artigo explica que os jovens deveriam escolher um número entre 0 e 6, onde 0 era “completamente hétero” e 6 era “completamente gay”. Mais de um terço dos entrevistados escolheu números entre 1 e 5, mostrando a forma como a sexualidade é encarada pelos que estão crescendo em um mundo com grande acesso a informação e conhecimento.
Quando o assunto é gênero, novamente mais de um terço da nova geração concorda veementemente que gênero não define uma pessoa (só 28% dos millenials achavam isso). Mais da metade deles, por sinal (56%), já conheceu alguém que se identificava com algum pronome de gênero neutro, contra menos da metade do pessoal entre 28 e 34 anos.
Essa mentalidade também influencia a moda, que tende cada vez mais à neutralidade: 56% dos jovens Z já compraram alguma peça do gênero oposto, contra 46% da geração anterior. Em um mundo repleto de informações e com um conceito cada vez mais aberto de “identidade”, os jovens tendem a fugirem do convencional. Não por modinha ou tendência, mas pelo puro prazer da liberdade de ser quem você quiser. Muito legal!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.