Header Ads

#
Novidades
recent

MICROPIGMENTAÇÃO OU MAQUIAGEM DEFINITIVA?

Bom dia Meninas e Meninos tudo bem com vocês?

Esta semana chegou até mim uma cliente que fez algumas perguntas sobre a tão comentada MAQUIAGEM DEFINITIVA, e pensando nas dúvidas que ela me apresentou decidi trazer este post para vocês.

Antes de mais nada vamos dismistificar uma coisa ok.. o termo MAQUIAGEM DEFINITIVA é incorreto, uma vez que com o passar do tempo ela irá desbotar e clarear ok, portanto o nome correto a ser utilizado é MICROPIGMENTAÇÃO, que é o fato de inserirmos na pele pigmentos para correção de sobrancelhas, olhos, boca, auréola, mamilos, vitiligo , cicatrizes e alguns outros, dando assim um aspecto mais harmonico e agradavel.



A micropigmentação é uma boa opção para homems e mulheres que querem estar sempre prontos sem ter trabalho. Utilizando o processo de micropigmentação, com o uso de equipamentos específicos para este fim, chamado de dermógrafo, ela pode ser feita em diversos pontos do rosto, porém os mais populares e divulgados são boca (contorno e preenchimento), olhos (contorno e delineado) e sobrancelha, porém podem ser feitas também contorno do rosto, auréola, mamilos, vitiligo, escalpo (cabeça) entre outros.

O processo apesar de menos agressivo é similar ao de uma tatuagens, que consiste na aplicação de pigmento por meio de agulhas, neste caso a diferença é que, na micropigmentação, a camada da pele atingida é a epiderme, que é a mais superficial, já na tatuagem, por ser um processo mais invasivo, e as agulhas chegam até a derme. Por isso, a maquiagem definitiva/micropigmentação não é permanente. 

A manutenção deve ser feita, geralmente, um ano e meio após a primeira aplicação, pois como se trata de um pigmento (elemento não natural da pele) a tendência é que o mesmo seja eliminado aos poucos pelo organismo. 

O período de descoloração, no entanto, depende de muitos fatores. Os produtos que contêm ácidos, como os redutores de rugas, aceleram o processo. Sol em excesso também é prejudicial, pois pode alterar a cor dos pigmentos, nestes casos, o período recomendado para o retoque é menor: de seis meses a um ano.

Um ponto que deve ser muito bem abordado e observado é quanto a qualidade do pigmento pois se o mesmo não for de qualidade, com os devidos registros em orgãos competentes e destinados para essa finalidade a cor não vai fixar tão bem, e a cliente corre um grande risco de acabar com um procedimento em cores diferentes da esperada (geralmente vermelhos, azuis e verdes).


Mas a técnica não é destinada apenas a exaltar a beleza. “A micropigmentação também é usada como processo corretivo, ou seja, para encobrir cicatrizes, reconstruir auréolas, delinear lábios que ficaram deformados por acidentes, disfarçar vitiligos e queimaduras, etc, que neste caso chamamos de Micropigmentação Paramédica.

Existem algumas restrições com relação a quem pode passar pelos procedimentos, dentre eles pessoas com diabetes, que têm algum problema de cicatrização, ou pessoas com glaucoma, no caso do procedimento na área dos olhos, tanto que o ideal é sempre passar por uma avaliação prévia onde mediante o preenchimento de uma ficha de avaliação (Anamnese) o profissional ira indicar se pode e o que pode ser feito.

Como se trata de uma agulha sobre a pele, o processo é dolorido, porém previamente faz-se o uso de um anestésico de uso tópico para aliviar este incômodo.

Cada sessão pode demorar até duas horas e tem um preço médio de R$ 300 por região, devendo a paciente retornar apos 30 dias para um retoque ou avaliação da necessidade do retoque, uma vez que cada pele fixa o pigmento de forma única. 

A recomendação após o procedimento é evitar exposição ao sol, piscina ou praia por 15 dias, não esfregar a região trabalhada por pelo menos 02 dias, evitar o uso de hidratantes e ou protetor solar sob o ferimento, e mante-lo sempre limpo e seco, quando do inicio da descamação , as casquinhas (ou crostas) que se formam devem se desprender de forma natural da pele, ou seja, não remover manualmente, estes cuidados fazem com que o procedimento atinga o objetivo de valorizar a região trabalhada.

Ainda é muito comum, seja por profissionais inexperientes e ou sem conhecimento das técnicas adequadas) ocorrerem erros nos procedimentos, porém hoje, graças a estudos e avanços tecnológicos e cosméticos a reversão do processo e ou correção dos mesmos, os mais comuns são a despigmentação salinica e química/ácida que devem ser feitas somente por profissionais capacitados para tal finalidade, uma vez que o mal uso desses métodos podem trazer consequências desagradáveis para a cliente e profissional.



Quer conhecer um pouco mais de meu trabalho? agendar uma avaliação e transformar seu olhar?
Entre em contato conosco pelo telefone (11) 4047-1948 ou faça-nos uma visita

Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, 440, Jardim Eldorado - Diadema - SP 
que teremos a maior satisfação em lhe atender

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.